Falha no Serpro paralisou emissão de carteiras de habilitação

:: Da redação
Uma falha no sistema do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), empresa pública que presta serviços de tecnologia para o governo, paralisou a emissão de carteiras de habilitação e outros documentos em todo o Brasil nesta terça-feira, 13/03. Os problemas começaram na madrugada e só foram corrigidos no início da noite – às 18:30hs.

A estatal informou que foram paralisadas as emissões de Carteira de Habilitação (CNH), do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) e do Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf), onde são computadas as multas recebidas em locais fora do Estado onde um veículo foi licenciado.
Em nota, a assessoria do Serpro informou que os técnicos corrigiram o problema que afetou a base de dados do Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach) às 18:30hs. Segundo ainda a estatal, o problema não afetou a integridade das informações. A falha começou no início da madrugada e atrapalhou também o funcionamento do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) e o Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf).
Os Detrans de todo o País ficaram impossibilitados de iniciar processo de habilitação, transferência de documentos e veículos e comunicação de venda. De acordo com o Detran no Distrito Federal, o serviço de habilitação oscilou durante o dia e algumas consultas e emissão de segunda via de multas foram feitas. Apesar da paralisação na emissão de carteiras de habilitação, o problema não causou tumultos na sede do órgão, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).
Para o Detran-SP, os serviços oferecidos em todo o Estado, incluindo os realizados nos postos Poupatempo, funcionaram parcialmente devido indisponibilidade do sistema. Desta forma, o órgão ficou impossibilitado de emitir Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e de realizar serviços que exigessem consulta ou validação junto à base de dados nacional, como início do processo de habilitação, transferências de documentos e veículos e comunicação de venda.
Segundo o Detran-RJ, a falha bloqueiou apenas a emissão do CRV (Certificado de Registro de Veículo), obrigatório para os procedimentos relativos à primeira licença (emplacamento), transferência de propriedade e transferência de município. Para os clientes que pediram esses serviços, “o atendimento foi manual, com o responsável pelo veículo tendo cinco dias, sem a necessidade de agendamento, para retornar ao posto e receber o CRV”.

 

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=29531&sid=11

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...