Brasil, DESTAQUE, Tecnologia

Santander, Caixa e Banco do Brasil devem usar tecnologia criada para moedas digitais

Bancos utilizando Blockchain para facilitar transações entre correntistas de diferentes instituições financeiras nos remete a uma cena futurista, mas está prestes a acontecer. Santander, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, SICOOB e Banrisul se juntaram num projeto que envolve um novo serviço digital baseado justamente no Blockchain.

O novo sistema foi apresentado no 11º Fórum Internacional de TI Banrisul e se chama Sistema Financeiro Digital (SFD), o qual vai permitir a transferência de recursos entre correntistas de todos os cinco bancos envolvidos.

Segundo informações do Vicente Nunes do Correio Braziliense, para o correntista ter acesso ao novo sistema sequer precisará baixar um novo aplicativo. A ferramenta estará disponível nos mobile banking por meio de atualização.

Com essa inovação os bancos prometem que as transações ocorrerão 24 horas por dia, sem excluir fins semana, e o dinheiro cairá na hora.

Diferentemente do que ocorre no internet banking em transferências por DOC ou TED, o usuário, no SFD, não precisará informar CPF, número do banco, agência e conta corrente para fazer transferências bancárias.

Ranieri Fernandes explicou que o SFD é um experimento das áreas de tecnologia da informação das instituições financeiras participantes do projeto, “com o objetivo exclusivo de explorar as potencialidades e benefícios da tecnologia Blockchain”.

Márcio Rodrigues, gerente de Arquitetura Corporativa do SICOOB, apesar de afirmar que “é muito improvável que essa estrutura pare” deixou claro que “se parasse teríamos um caos no sistema financeiro brasileiro”.

Investimentos

Durante o evento, o Banrisul também anunciou que será o investidor âncora do Fundo Fintech Ventures, o primeiro fundo de corporate venture dedicado às fintechs. Serão investidos R$ 25 milhões pela banco, que ainda deve buscar outros R$ 25 milhões com investidores privados.

Jorge Krug, diretor de tecnologia de informação do Banrisul, informou que já são mais de 400 fintechs no Brasil. “Queremos ser cada vez mais eficientes e oferecer soluções melhores, mais ágeis e mais amigáveis aos nossos clientes, sem abrir mão da força da nossa tradição”, disse o executivo.

Krug comentou que as fintechs que receberão os investimentos serão recebidas em formato open banking em um “processo sinérgico” que promove crescimento geral.

O Fundo Fintech Ventures vai contar com uma equipe composta por empreendedores e executivos com experiência em tecnologia, mercado financeiro e administração de fundos de venture capital e private equity

Fontes: https://bitcoinfaucets.com.br/santander-caixa-e-banco-do-brasil-devem-usar-blockchain/
| https://www.terra.com.br/noticias/tecnologia/canaltech/banrisul-bb-caixa-sicoob-e-santander-se-unem-em-projeto-de-blockchain,cf081eb98fd00526429da4fa9b31dabcdcnzwyyi.html |
https://portaldobitcoin.com/santander-caixa-e-banco-do-brasil-devem-usar-blockchain-para-transferencias/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − dezesseis =